Imagem: Angry Video Game Nerd, do site Cinemassacre.

Conquistas e Troféus arruinaram os games

2

Imagem: Angry Video Game Nerd, do site Cinemassacre.

Preciso dizer, as Conquistas/Troféus, junto com o Online Pass, foram a pior coisa dessa geração.

Na teoria a ideia parece perfeita, dê aos jogadores uma série de desafios e os recompense com alguns pontos e uma insígnia, um troféu, algo que simbolize a conquista e que ele possa exibir com orgulho. Em um cenário onde os games custam cada vez mais caro para serem produzidos e as empresas declararam guerra ao escambo e venda de jogos usados qualquer método que garanta com que seu jogo permaneça na bandeja do console por mais tempo é sempre Mais...

Foto 01: No quintal de casa.

Tente algo novo por 30 dias

8

Adoro os vídeos do TED e sempre que posso tento me manter atualizado com o que publicam no site do evento. Se você não conhece, o TED (Tecnology, Entertainment, Design) é uma fundação sem fins lucrativos que organiza diversos eventos para a disseminação de ideias. Segundo o próprio slogan “Ideas worth spreading”. Os eventos ocorrem na Europa, Ásia e até mesmo Brasil (de forma independente) e são famosos por suas numerosas palestras com duração variada e seus palestrantes sempre com grandes ideias, que vão desde tecnologia, passando por educação, cultura e, claro, os problemas Mais...

SDC10161_28-1

[Entrevista] Hector Sanchez (Mortal Kombat)

0

Simpático e engajado em interagir com o público brasileiro, Hector Sanchez, produtor de Mortal Kombat, disputou partidas, conversou com fãs, deu autógrafos e ainda conseguiu tempo para entrevistas enquanto esteve no Rio de Janeiro, na Brasil Game Show em 2010, promovendo o novo jogo de uma das franquias mais famosas dos games.

Infelizmente, na época o arquivo de áudio se perdeu em meio a uma confusão de anotações, arquivos, crachás e todo um inferno de informações que compõem o saldo final de qualquer um que tente fazer a cobertura de um evento como esse (a minha você já leu aqui no Deu Mais...

arcade_logo_mini

Vamos falar dos Arcades e de como eles foram o melhor dessa geração

0

Nessa geração me diverti mais com a Live Arcade do que com os grandes blockbusters desse nosso movimentado e caro mercado de games.

E não gastei muito pra isso. Aproveitei sabiamente, e em tantas vezes comprei por impulso mesmo, as diversas promoções que aconteceram ao longo dos anos. O resultado é uma biblioteca de jogos baratos, que me custaram em média uns 5 ou 10 reais cada, e que renderam muitas horas da mais pura diversão simples e descompromissada. Afinal, é pra isso que servem os games, não?

Você pode argumentar que um Arcade jamais vai chegar ao nível de um Skyrim ou Halo. E não vai Mais...

thinktherefore

Estamos deixando a blogosfera morrer

2

 

A blogosfera já era. Frase forte pra começar um texto, eu sei, mas o motivo é fazer refletir, praticar um exercício de memória e lembrar como os blogs fizeram sucesso há pouco tempo. Aliás, bem pouco tempo. Há 5 anos qualquer internauta que investisse tempo considerável do dia nessa terra de ninguém que é a internet, tinha uma lista de blogs favoritos que acompanhava com assiduidade. Os temas eram diversos, os mais cultos versavam sobre política, filosofia, economia e até prosa e poesia. Blogs sobre esportes também eram abundantes, assim como aqueles sobre filmes, música, livros, games. Mais...

enslaved-20100325110702811

Esse é… Enslaved: Odyssey to the West

0

Apesar da pouca atenção que recebeu na época do seu lançamento (afinal dividiu a data com ninguém menos que Castlevania: Lords of Shadow), Enslaved: Odyssey to the West provou ser um bom game. Baseado no clássico da literatura chinesa Jornada ao Oeste, essa reinterpretação do estúdio Ninja Theory traz uma abordagem futurista sobre o conto. O resultado é um game visualmente lindo, com um voice acting impecável, história excelente e um dos melhores desenvolvimentos de personagens dessa geração.

Esse é… Enslaved: Odyssey to the West.

 

images

Esse é… Rayman Origins

0

O mascote da Ubisoft há anos não empolgava em seus games. Após muito tempo de lançamentos mornos eis que Rayman está de volta naquele que se consagra como o melhor game de plataforma dessa geração. E também o mais bonito, sem dúvidas.

Rayman Origins surpreendeu a crítica e os jogadores com ação de qualidade, gráficos maravilhosos e desafio empolgante.

Eu e Flávio Gallo comentamos ao máximo o jogo pra você. Mas mesmo todo comentário ainda é pouco quando se trata desse game. Assista, vença a preguiça e deixe-nos um comentário dizendo o que achou. Sua opinião é sempre muito bem-vinda!

fomo_birds

Fear Of Missing Out (FOMO): A síndrome da era digital e mídias sociais

4

Sábado a noite. Me ajeito debaixo das cobertas, ligo a TV e finalmente tenho uma chance de colocar em dia minha lista de filmes que estão há meses esperando para serem vistos. Se eu der sorte ainda consigo jogar um pouco um dos jogos novos que comprei pro meu Xbox 360 e não tive tempo nem de testar. Tudo pronto, essa parece ser uma noite feliz e agradável de descanso. E foi… Pelo menos enquanto durou.

Pego meu smartphone e, durante uma olhada rápida pelo Facebook e Twitter, descubro que alguns amigos se reunem em uma boate a quilômetros de distância. Outros estão felizes participando de uma Mais...

ouya_interface

Ouya: O console de games baseado em Android que quer se tornar lar dos hackers e desenvolvedores

0

A nova aposta do mundo dos games é o Ouya (pronuncia-se OOO-yah), um console baseado em Android que, além de focar nos jogadores comuns está pronto para os indies e hackers custando apenas US$ 99. Para levantar fundos o projeto começou uma iniciativa no Kickstarter e arrecadou três milhões de dólares (o objetivo era alcançar “apenas” 950 mil) em dois dias.

Desenvolvido pelas mãos de veteranos como Yves Behar (do projeto One Laptop Per Child), Ed Fries (do primeiro Xbox) e Muffi Ghadiali (um dos participantes da equipe que criou o Kindle da Amazon), o grande diferencial do Ouya é que ele Mais...

Minecraft-360

Esse é… Minecraft: Xbox 360 Edition (Mas pode chamar de Lego)

3

Minecraft, o game indie sobre minerar e construir coisas, fez sucesso no PC e agora segue aumentando sua legião de fãs no Xbox 360. Em pouco tempo a versão do console vendeu horrores, quebrou recordes e agora desfila entre um dos games mais jogados na Xbox Live Arcade.

Nesse vídeo eu e Flávio comentamos sobre o jogo, que muito lembra nossa infância com Lego. Descubra os objetivos, as diferenças entre as versões, o que nós gostamos, o que odiamos e as principais conquistas.

Assista e, se possível, vença a preguiça e deixe seu comentário, é sempre bom saber o que você pensa. E se ainda tiver um Mais...

Ir ao Topo