Postagens com tag Games

capa_evento

Niterói recebe principal evento internacional que mescla saúde e jogos

1

Entre os dias 14 e 16 de maio desse ano, Niterói, município da região metropolitana do Rio de Janeiro, receberá a edição anual do SeGAH – 3rd IEEE Conference on Serious Games and Applications for Health – evento que tem se destacado desde 2011 como um dos mais importantes do mundo a discutir o uso dos jogos e suas tecnologias no mundo da medicina, saúde pública e educação para a saúde.

Idealizado pelo Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), o SeGAH está sendo realizado pela primeira vez fora da Europa, sendo organizado no Brasil pela Universidade Federal Fluminense com apoio da GF

Mais...

youtube-logo

Cinco canais para você assistir bom conteúdo no Youtube

2

Televisão pra mim só serve para ligar o videogame, assistir Netflix ou reproduzir aquele filme maroto que quero tanto assistir. Ligar a Tv com qualquer outro propósito está fora de cogitação, pra isso eu utilizo o Youtube.

Seja para assistir um vídeo de comédia, um tour por algum país, documentários, análises de jogos, trailers de filmes e etc, no Youtube você assiste quando quer, como quer, podendo pausar pra ir ao banheiro, avançar as partes chatas e ainda comentar e fomentar a discussão.

Se você é como eu e passa bastante tempo por lá já está na hora de buscar um conteúdo bacana e usar Mais...

screenshots-2147-4424

Você realmente devia prestar mais atenção nesses jogos de Android e iOS

5

Eu não tenho tido muito tempo livre ultimamente. Nos poucos momentos que me sobram a última coisa que eu quero é ficar em casa trancado numa sala jogando videogames. Eu passo o dia todo lidando com computadores, no estágio e depois na universidade, então quando posso eu prefiro sair, visitar pessoas que não vejo há tempos, ir ao cinema ou qualquer coisa que tire minha cara dessas benditas telas e dispositivos.

Sendo assim acabei deixando o status de gamer hardcore e me tornei o que hoje chamam de casual gamer. Ainda acho essa distinção ridícula, gamer é gamer e ponto final, uns jogam menos Mais...

SDC10161_28-1

[Entrevista] Hector Sanchez (Mortal Kombat)

0

Simpático e engajado em interagir com o público brasileiro, Hector Sanchez, produtor de Mortal Kombat, disputou partidas, conversou com fãs, deu autógrafos e ainda conseguiu tempo para entrevistas enquanto esteve no Rio de Janeiro, na Brasil Game Show em 2010, promovendo o novo jogo de uma das franquias mais famosas dos games.

Infelizmente, na época o arquivo de áudio se perdeu em meio a uma confusão de anotações, arquivos, crachás e todo um inferno de informações que compõem o saldo final de qualquer um que tente fazer a cobertura de um evento como esse (a minha você já leu aqui no Deu Mais...

enslaved-20100325110702811

Esse é… Enslaved: Odyssey to the West

1

Apesar da pouca atenção que recebeu na época do seu lançamento (afinal dividiu a data com ninguém menos que Castlevania: Lords of Shadow), Enslaved: Odyssey to the West provou ser um bom game. Baseado no clássico da literatura chinesa Jornada ao Oeste, essa reinterpretação do estúdio Ninja Theory traz uma abordagem futurista sobre o conto. O resultado é um game visualmente lindo, com um voice acting impecável, história excelente e um dos melhores desenvolvimentos de personagens dessa geração.

Esse é… Enslaved: Odyssey to the West.

 

images

Esse é… Rayman Origins

0

O mascote da Ubisoft há anos não empolgava em seus games. Após muito tempo de lançamentos mornos eis que Rayman está de volta naquele que se consagra como o melhor game de plataforma dessa geração. E também o mais bonito, sem dúvidas.

Rayman Origins surpreendeu a crítica e os jogadores com ação de qualidade, gráficos maravilhosos e desafio empolgante.

Eu e Flávio Gallo comentamos ao máximo o jogo pra você. Mas mesmo todo comentário ainda é pouco quando se trata desse game. Assista, vença a preguiça e deixe-nos um comentário dizendo o que achou. Sua opinião é sempre muito bem-vinda!

ouya_interface

Ouya: O console de games baseado em Android que quer se tornar lar dos hackers e desenvolvedores

8

A nova aposta do mundo dos games é o Ouya (pronuncia-se OOO-yah), um console baseado em Android que, além de focar nos jogadores comuns está pronto para os indies e hackers custando apenas US$ 99. Para levantar fundos o projeto começou uma iniciativa no Kickstarter e arrecadou três milhões de dólares (o objetivo era alcançar “apenas” 950 mil) em dois dias.

Desenvolvido pelas mãos de veteranos como Yves Behar (do projeto One Laptop Per Child), Ed Fries (do primeiro Xbox) e Muffi Ghadiali (um dos participantes da equipe que criou o Kindle da Amazon), o grande diferencial do Ouya é que ele Mais...

Minecraft-360

Esse é… Minecraft: Xbox 360 Edition (Mas pode chamar de Lego)

2

Minecraft, o game indie sobre minerar e construir coisas, fez sucesso no PC e agora segue aumentando sua legião de fãs no Xbox 360. Em pouco tempo a versão do console vendeu horrores, quebrou recordes e agora desfila entre um dos games mais jogados na Xbox Live Arcade.

Nesse vídeo eu e Flávio comentamos sobre o jogo, que muito lembra nossa infância com Lego. Descubra os objetivos, as diferenças entre as versões, o que nós gostamos, o que odiamos e as principais conquistas.

Assista e, se possível, vença a preguiça e deixe seu comentário, é sempre bom saber o que você pensa. E se ainda tiver um Mais...

FEZ-Arcade-Cover

Esse é… Fez

3

O primeiro vídeo do Deu Tilt, nosso debut no mundo das produções cinematográficas (ou pelo menos no Youtube), e também uma espécie de teste, pra saber se o público gosta e aprova a iniciativa, é uma análise de Fez, um dos jogos mais interessantes da Xbox Live Arcade nos últimos meses.

Eu e meu fiel escudeiro Flávio comentamos os pontos mais bacanas do jogo e as conquistas mais interessantes. A análise acontece como um bate-papo bem informal e foge um pouco da aproximação mais técnica e cheia de firulas da qual estamos acostumados. Aqui vamos direto ao ponto e respondemos pra você se vale a Mais...

Sequencias_banner

[Top 5] Games que merecem uma sequência

6

Alguns games são tão ruins que você agradece quando decidem nunca mais lançar algo parecido. Outros são tão bons que merecem uma continuação, remakes e o que mais puder ser feito para não deixar que a obra de arte caia no esquecimento.

Se você tem acompanhado os lançamentos da geração atual de consoles deve ter notado uma quantidade absurda de continuações. São tantos títulos que carregam os números 2, 3, 4, 5… 13, na capa, que nos deixa imaginando se tantas sequências são mesmo necessárias. E claro que em meio a tanta continuação é inevitável o surgimento de algumas porcarias que nada se

Mais...

Ir ao Topo