O tempo passa, trocam-se os presidentes, o país cresce, se desenvolve e evolui (será?), mas algumas coisas nunca mudam. O Brasil continua tendo uma das maiores cargas tributárias do mundo e, se você é o mínimo informado já percebeu que os poderosos demonstram pouco interesse em diminuir esses impostos.

O brasileiro trabalha quase 5 meses por ano para pagar todos os tributos. Compreensível que a população se dedique para manter a manutenção do país, afinal, é com o dinheiro das alíquotas e taxas que o Estado faz seu caixa e paga o que deve.

O crescimento das taxas está diretamente relacionada ao aumento dos gastos públicos. Se o governo adquire despesas maiores então precisa de mais dinheiro em caixa. Com isso as alíquotas e impostos sofrem aumentos. O problema é o excesso dos impostos e a má utilização do dinheiro arrecadado.

Se os impostos cobrados são ridiculamente altos, então nada mais justo que os cidadãos desfrutem de serviços de qualidade nas área de responsabilidade do Estado, como saúde, educação, segurança e infra-estrutura. E o que você, cidadão brasileiro, vê na prática, é um completo descaso com a utilização de verba pública.

Pensando nessa questão, já muito discutida, o sistema FIRJAN está fazendo uma campanha contra a alta carga tributária que existe no Brasil. Com o slogan “Menos impostos, mais dos impostos”, a  “Dieta do Impostão” está recolhendo assinaturas para um abaixo-assinado contra o excesso de impostos e sua má utilização. Para o FIRJAN, a solução para o problema está em um maior controle dos gastos públicos e a redução da carga tributária.

No site é possível participar do abaixo-assinado, aprender um pouco mais sobre o tema e acompanhar as novidades sobre o projeto.

No momento a campanha conta com pouco mais de 12 mil assinaturas, o que é uma vergonha para o povo brasileiro, que só reclama e não põe a mão na massa. É muito fácil protestar contra os impostos e pedir por melhoras, mas quando chega a hora de agir as pessoas preferem se manter no comodismo e deixar que outros façam.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo FIRJAN, a redução nos impostos injetaria recursos da ordem de 108 bilhões anuais na economia via consumo. Só pela queda de impostos já haveria uma injeção de 57 bilhões e, caso a renda da população aumentasse 10%, outros 51 bilhões entrariam em jogo.

Portanto, exercite sua cidadania: acesse o site, se informe, assine e divulgue o máximo que puder.

E se esse apelo não for o suficiente então confira abaixo uma tabela, exibindo o quanto de imposto você paga pelos produtos que compra. Um verdadeiro tapa na cara do consumidor e cidadão brasileiro.


Acompanhe a Dieta do Impostão:


Twitter do Impostão


Facebook do Impostão


Youtube do Impostão

Leonardo Marinho é apaixonado por games, viciado em tecnologia e apreciador de todas as formas de entretenimento. Quando possível ele tenta ser gamer, manter o Deu Tilt atualizado e levar uma vida normal. Sua consciência ainda não foi afetada pelas intempéries do tempo e ele aproveita essa façanha para redigir textos coerentes para o Deu Tilt. Ele faz o que pode…

Twitter YouTube