O titulo diz assim: “A vingança dos nerds”. A revista Veja publicada dia 24 de outubro trás uma matéria de 4 páginas que segundo o cabeçalho trata-se de “Quem são os maiores criadores de videogames da atualidade – e por que o talento deles vale ouro”.

            Apesar de ser um pouco vaga para quem já conhece do assunto e extremamente inútil para os gamers mais hardcores – que com certeza conhecem de cor e salteado toda informação contida naquelas linhas – a reportagem merece uma conferida principalmente por ser uma das poucas que não tratam os videogames de uma maneira preconceituosa, pelo contrário, o texto, que recebe a assinatura de Luiz Fukushiro, trata os games como um mercado em potencial que já deixou de ser um mundo exclusivo dos nerds, e visa explicar o porquê de tanto sucesso.

            As 4 páginas seguem tentando dar ao leitor uma noção da atual magnitude dessa indústria, divulgando cifras milionárias, revelando alguns dos grandes nomes do mundo dos games, suas criações e inovações e fazendo um resumo da guerra entre as gigantes do mercado, Nintendo, Sony e Microsoft.

            Interessante também são os pequenos boxes que estão dispostos pelas páginas. Em um deles, intitulado “Regras do jogo” são descritos fatores importantíssimos na criação de um game, como roteiro, jogabilidade, trilha sonora e qualidade gráfica, citando exemplos positivos e negativos.

            Como foi dito antes, a matéria pode parecer vaga pra quem já conhece o assunto, mas merece uma conferida. Afinal não é todo dia que temos uma revista não especializada em games com uma matéria que não trate os videogames como a pura semente do mal.

Leonardo Marinho é apaixonado por games, viciado em tecnologia e apreciador de todas as formas de entretenimento. Quando possível ele tenta ser gamer, manter o Deu Tilt atualizado e levar uma vida normal. Sua consciência ainda não foi afetada pelas intempéries do tempo e ele aproveita essa façanha para redigir textos coerentes para o Deu Tilt. Ele faz o que pode…

Twitter YouTube